9 formas de manter a autoridade sem histeria na relação com os pequenos

Atire a primeira pedra o primeiro pai ou mãe que nunca perdeu a estribeira e saiu gritando que nem louco na casa até perder a voz por causa dos pequenos? Tudo bem, fique tranquila, temos que ser sinceros um com o outro, é vergonhoso, mas temos que admitir, isto ocorre as vezes até nas famílias mais zen.

Algumas vezes nós tendemos a aumentar a voz, com a intenção de manter a autoridade diante dos filhos, mas ao invés de exercermos autoridade, nós estamos exercitando o nosso estresse e o medo nos pequenos.

Este jogo de estresse e medo, tem demonstrado falta de controle em momentos de pressão e em alguns casos até de maturidade. Sim, eu sei é pesado, mas a intenção deste texto não é apontar falhas, mas sim, gerar uma reflexão, que nos leve a uma educação melhor, e a manutenção da nossa autoridade quanto pais. Até porque com o tempo os gritos deixam de assustar e o que pensávamos que mantinha a garotada no eixo deixa de existir.

Não condicione seu filho a te escutar

somente quando você grita.

Se gritar é a única maneira de conseguir a atenção dos pequenos. Você precisa então ter a ciência de que em longo prazo, o pequeno passará a: ou ignorar a sua autoridade, ou pior, replicará a comunicação por gritos com você e com os outros. Será que é isso que queremos?

Quanto mais você grita,

menos autoridade tem.

Quanto mais você grita, menos autoridade você tem perante os pequenos, e isto precisa mudar. Sendo assim, focado em retrabalhar isto em nós resolvi escrever este artigo. Os tópicos abaixo foram extraídos do site PopSugar, para nos ajudar a exercitar a nossa autoridade sem histeria, mas com calma e firmeza. Pronta para exercer sua autoridade com mais calma?

Então olha aí a listinha:

1- PARE, respire e se acalme.

Antes que a próxima bomba nuclear exploda na sua casa. Pare, fique em silêncio, respire e não tome decisões precipitadas, só haja quando estiver mais tranquila. Se já estiver no pico do estresse, gritando, para tudo, engole o grito, e retome o exercício.

2- Reduza o volume da voz.

Eu me lembro de um professor que tive na época do ginásio, quando a classe começava a se exaltar, ao invés dele subir o tom da voz, ele reduzia o volume e continuava a matéria, aos poucos todos iam parando de bagunçar e a aula seguia em paz. Tente repetir essa técnica em casa. Os pequenos terão que se esforçar para te ouvir.

3- A terceira dica é um “quadro de atividades”

Quem já assistiu Super Nanny já viu aquele quadro branco, com um cronograma das atividades da semana, para estabelecer uma rotina. Deixe o quadro em um lugar visível para as crianças, determine as atividades, e no decorrer da semana preencha-o com carinhas felizes e tristes, conforme o desempenho das atividades, ao término da semana retribua a criança de acordo com o desempenho dela.

4- Lei da colheita

Esta é uma dica principalmente para quem é mãe de maiorzinho, mas ela também pode ser aplicada para os menores. A lei da colheita diz que tudo que plantamos colheremos, se plantamos feijão o resultado é feijão, para quem planta desobediência o resultado é... Quando você os faz encararem as consequências de seus atos, com pequenos castigos do tipo: uma semana sem videogame, ter a internet confiscada, uma semana sem Netflix, ou deixar de sair com os amigos, eles começam a pensar mais nas atitudes. Lembre-se sempre de dizer o porquê deles estarem sendo penalizados, e cumpra até o final com o estabelecido.

5- Um, Dois, Três, Valendo!

Experimente o truque do relógio. Pegue o celular e os desafie a realizar determinadas tarefas no menor tempo possível. O que era uma obrigação quase que impraticável, passa a ser uma brincadeira saudável entre família. Esta técnica eu uso bastante com o Pequeno aqui e ele realmente se diverte guardando os brinquedos, ou trocando de roupa.

6- Coloque-se no lugar do outro

Você já procurou entender o que se passa na cabeça dos pequenos antes de sair esbravejando? Pois bem, muitos dos maus comportamentos deles, é desencadeado através da dificuldade de lidar com determinadas situações da casa, seja um desemprego, uma separação, a chegada de um novo bebê, enfim, são inúmeras as situações, mas o fato é que quando ele se sente compreendido, se torna mais propenso a te obedecer e te respeitar.

7- Inspire e Respire fundo

Em muitas ocasiões a melhor coisa a se fazer é parar tudo e respirar, pegar um vento e deixar o cérebro oxigenar, o corpo relaxar e assim evitamos respostas irracionais e momentos destemperados e cheios de ira.

8- Reduza os gatilhos

Já ouviu o ditado “cautela e canja de galinha não faz mal a ninguém”? Ele se aplica muito bem aqui, vamos lá, você mais do que ninguém sabe o que te deixa nervosa, então porque não reduzir os gatilhos nervosos, tirando do alcance das crianças objetos frágeis, guarde os bens de valor em gavetas, as chaves em lugares altos e respeite a carga de sono das crianças, elas precisam ter horários definidos para dormir, e devem dormir pelo menos 8 horas. Grande parte do estresse pode ser amenizado, com simples cuidados e a implantação de novos hábitos.

9- Crie novos hábitos

Nós carregamos conosco diversos hábitos que adquirimos ao longo de nossa vida, alguns são bons, outros não, assim é com os pequenos, existem algumas coisas que por mais que gritamos, damos castigos e tudo mais, eles continuam a praticar, são hábitos como roer as unhas, tirar meleca do nariz, mentir, enfim, poderíamos listar inúmeros maus hábitos, mas o fato é que um mau habito se potencializa com o estresse, e ele só muda com a substituição de outro, e isto necessita de tempo, paciência e incentivo, se perceber que o pequeno está praticando um mau hábito, procure corrigir, caso haja necessidade procure ajuda de um psicólogo.

Até a próxima,

Tiago Garcez

Pai do Kaleb

#autoridade #comportamento #mudançadehábito #relaxamento #estressematerno #educaçãoinfantil #família #relacionamento #criação #empatia #mãehistérica #relaçãopaiefilho #relaçãomãeefilho #materinidade #paternidade #crisefamiliar #comoeducarseusfilhos #comoeducarfilhos #educarfilhos #comoterpaciencia #sempaciencia #comotermaispaciencia

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Bandeiras aceitas - crédito até 5x (sem juros) e/ou débito    |    Boleto e/ou TED (transferencia online)

CONTATE-NOS:

Fone +55 11 4594-9260

Whatsapp +55 11 4594-9260

Email atendimento@littlemov.com

ENDEREÇOS:

Escritório

R. Toyoki Hatanaka, 654

Itatiba - SP, CEP 13254-403

EMPRESA: Little Mov Moda Infantil

CNPJ: 18.137.458/0001-52

Prazo de Entrega: o prazo de entrega varia de acordo com o destino.

MARCAS:

  • Bobbylulu

  • Ecko Kids

  • Ellus Kids

  • Fruto

  • Green by Missako

  • Levi's Kids

  • Mon Sucré

  • Ok and Friends

  • Pakita

  • Petit Cherie

  • Tyrol

  • Upi Uli

Para transações eletrônica

via DOC e/ou TED contate 

previamente a Little Mov,

para demais informações.

© 2015
By Little Mov fashion kids.

Desenvolvido por Mov.com

Ache-nos

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Instagram Icon